Video-clip “This Is America” – Childish Gambino

Na última semana, este video-clip do cantor Childish Gambino está bombando pela boa crítica sobre uma triste realidade.

E eu estou apaixonada por ele! Mas calma, nem um pouco é pela triste realidade que ele passa….

Foi incrível a maneira que ele construiu tudo tanto com referências recentes como referências antigas.

E o óbvio, todos só prestam atenção na parte bonita, na dança e ignoram todas as tragédias que acontecem por trás.

Não precisou nem ser um filme ou uma série para falar sobre Racismo, foi apenas um video-clip, apenas uma música, algo tão curto, com muitas cenas em poucos minutos, perfeitamente sincronizado, para chocar e para refletir quem ainda olha para o próprio umbigo.

Merece todos os prêmios de melhor video-clip do ano!

As referências, você pode entender mais aqui.

Por mais ações de conscientização humana para quem ainda não abriu os olhos para essas coisas tão desumanas que ainda acontecem no mundo.

Eu não consigo entender, EU JURO que não consigo entender como que a cor de pele é capaz de ser uma questão de ódio ainda existente.

Como já falei várias vezes aqui no blog, eu sou branca, mas sou uma grande admiradora da pele negra e toda sua cultura, e observo que os valores cultuados são totalmente invertidos desde sempre.

O branco é fraco, fica doente fácil, o negro é forte, é resistente, porque diachos é o negro que tem que ser rejeitado?

Espero que um dia, mesmo que seja em outras vidas, essa discriminação seja motivo de riso de quem é ou era adepto a isso.

Raça, só existe uma, a HUMANA, então tratem de serem HUMANOS!

Categorias: Entretenimento, Mulher

Video-clip “No Tears Left To Cry” – Ariana Grande

E esse clipe fashion e em um ambiente tridimensional…amei!
A letra de música tudo a ver com o meu atual momento!

Agora, estou em um estado de espirito

No qual eu quero estar o tempo todo

Não tenho mais lágrimas para chorar

Então, estou correndo atrás, correndo atrás

Estou amando, estou vivendo, estou correndo atrás

Então, estou correndo atrás, correndo atrás

Estou amando, estou vivendo, estou correndo atrás (ah, sim)

Videoclipe “Un-thinkable (I’m Ready)” – Alicia Keys

Sempre fui apaixonada pela raça negra, não sei como explicar isso outras vidas, e admiro demais a voz negra!

Os grandes ícones da música, na maioria, para mim, são os negros, e indo pro lado R&B e pop internacional atualmente, encontramos Beyoncé e Alicia Keys.

Sempre escutei mais Beyoncé pelo seus clipes, shows e músicas alegres,  já a Alicia, não procura ter, mostrar e chamar a atenção do público como a Queen B. Diria que ela é mais quietinha, porém, excelente!

Então por isso, me passou despercebido o clipe dessa música Un-thinkable, até porque a música em si não me atraiu muito, e pelo jeito nem foi muito ouvida de acordo com Top 100 Billboard 2010, mas o que me atraiu, foi o contexto do clipe:

Nunca pensei que ia ver uma cantora negra fazer um clipe com esse tema: o racismo.

Claro que vemos muitos rappers falar e cantar sobre isso ou não, mas a questão é que Alicia Keys fez junto com um assunto que nós mulheres sempre estamos automaticamente ligadas: o amor.

obs: o par romântico do clipe é muito gatinho! E não preciso dizer que Alicia é LINDAAA né?

O clipe foi realizado de uma forma sutil com linha histórica, não como a maioria que mostra a agressividade, violência que infelizmente acontece no cotidiano. Não tenho idéia se esse clipe causou polêmica, parece que passou despercebido mesmo, não é um Madonna adoro, até porque o da Rainha do Pop segue outra linha além do tema principal, mas tá valendo!

Por tudo isso, desejo que esse ano de 2013 comece e continue com muita igualdade, liberdade e amor entre todos, está difícil, mas a fé é um dos maiores poderes que o ser humano tem.

Categorias: Entretenimento, Mulher

Performance “Try” – P!nk – AMA 2012

Em este último domingo, aconteceu o American Music Awards 2012, e de todas as apresentações que foram realizadas, a que mais gostei foi da cantora Pink, com sua mais recente música “Try”. A apresentação:

O fato de ter gostado da apresentação, é porque ela foi fiel a performance que apresenta em seu clipe, de se admirar. O clipe:

Quando vi o clipe, me lembrou o “Did It Again” da Shakira, porém ela nunca fez uma apresentação da performance que acontece no clipe, era algo que esperava dela e acredito que a música teria tido mais sucesso.

Categorias: Entretenimento

Rock in Rio 2011 – Eu fui!

Este ano é ano de Rock in Rio novamente, a segunda edição no Brasil após ter voltado em 2011, onde posteriormente a essa, só aconteceu em 2001.

Tive o privilégio de participar da edição 2011 e vou expor minha opinião sobre o evento, as criticas que surgem, etc. 

O NOME DO EVENTO

Saí daqui ouvindo de muitos, tipo: “Porque se chama Rock in Rio se tem Shakira, Ivete, etc.?” e também li essas criticas pela internet de vários usuários do país.

Confesso que pensava a mesma coisa, mas analisei as explicações que foram surgindo ao longo do tempo:

1°. O estilo musical Rock and Roll atualmente não vende, e não tem tantas bandas de rock atualizadas para vender, observem que algumas bandas que fizeram parte da programação se juntaram somente pra se apresentarem em este evento.

2°. Como um amigo meu disse: “rock” é uma palavra em inglês que significa “agitar”, então seria “Agitar no Rio”.

Realmente ele está certo, porque se fosse pra ser um festival somente de Rock and Roll, o festival deveria se chamar “Rock and Roll in Rio”.

3°. Vejam as opiniões do William Bonner e do dono do evento, Roberto Medina:

4°. Foram 7 dias de evento, e dentro disso, teve 4 dias de Rock, então em maior parte, ofereceram sim, o Rock and Roll, sem contar o dia especifico de Metal.

E até os cantores pop e de axé, como a Ivete Sangalo, fizeram questão de colocar musicas internacionais relacionadas ou com uma pitada de rock em seu repertório:

5°. “Rock in Rio” é uma marca, é o nosso festival internacional de Música, que reúne artistas nacionais com os internacionais.

O EVENTO

Não fui na 1ª semana, que tinha Katy Perry, Rihanna, Claudia Leite, Red Hot Chilli Peppers. Vendo por TV mesmo, acabei conhecendo e adorando o Stone Sour, queria ter visto o Capital Inicial e ter ido no dia 25/09 para ver o Angra com a Tarja Turunen no Palco Sunset, como também ver Slipknot e Metallica no Palco Mundo, os quais foram muito elogiados e encerraram com chave de ouro.

Houve muitos comentários de roubos, o fato de não poder levar alimentos, etc. Na 2ª semana em que fui, a segurança foi reforçada, então não vi nada sobre isso, e sim, foi permitido levar alimentos, mas nem foi necessário, apesar de que para se alimentar lá era caro, para se ter uma idéia, um copo de água, desses tapados que compramos em qualquer lugar, de dia era R$5, e a noite era R$7, os interessados por cerveja, de dia era R$7, e de noite era R$10, um cachorro-quente: R$6, e não se podia entrar com a tampinha da garrafa e latas.

Ingressos estavam sendo vendidos, trocados e comprados a mil no Facebook, era só clicar nos dias do evento, ou na própria página de vendas que um carioca criou, que você encontrava o seu no dia, e vendiam na entrada da Cidade do Rock também.

Sobre os shows da 2ª semana, Kesha, Stevie Wonder e Jamiroquai. Fui somente no dia 30/09, dia de Shakira, Ivete Sangalo, Jota Quest, Lenny Kravitz e Marcelo D2, e claro que ADOREI ver Shakira e Ivete Sangalo!

Fiquei me mordendo de raiva de não ter ido no dia 01/10, Frejat, Skank, Maná, Marron 5 e Coldplay, foram muito bons pelo o que vi na TV do começo ao fim! 

E o dia 02/10, outro dia que fiquei mal de não ter ido, por ter Detonautas, Pitty, Evanescence e System of Down! Porém, não estava muito interessada em Guns…

Bom, em 2013 haverá mais uma edição, espero poder ir e vamos ver o que nos aguarda, torço muito para que Maroon 5, Coldplay, Evanescence, System of Down voltem! E que nos tragam outras bandas/artistas interessantes!

E vocês já foram no evento também?