The Great Gatsby – O filme mais lindo de 2013!

Quando vi que ia ter mais uma versão cinematográfica do livro de romance clássico O Grande Gatsby (The Great Gatsby) do autor americano F. Scott Fitzgerald (1896-1940), nem tive interesse em assistir, porque já sabia do enredo através de outra versão cinematográfica The Great Gatsby (1974), apesar de Robert Redford ser lindo! O filme é monótomo…

Continue lendo

Assisti: O Amante da Rainha – A Royal Affair

A Royal Affair

Faz tempo que não falo sobre algum filme de época ou alguma Rainha de se admirar aqui não é?

Poisé quis dar uma pausa por hoje sobre as tendências de moda e beleza do momento para manter esse lado histórico, feminino e cinematográfico que procuro registrar e passar para vocês.

Até porque, nos últimos tempos, esse foi um dos filmes que mais me chamou atenção e que menos eu achava que ia gostar antes de assistir, quer saber por quê? Continue lendo

Gladiador – O MELHOR FILME DE TODOS!

MEU FILME PREFERIDO FOREVER!

Como posso começar a dizer porque amo tanto esse filme?

Bom, ele não ganhou 5 Oscar a toa, eu vi ele, devia ter uns 11 anos, foi logo quando saiu para locar, e não esqueço até quando vi ele começando! 

Sempre fui apaixonada por filmes de Guerreiros, no caso esse é de Gladiadores, mas não deixa de ser um tipo de guerreiro, só que dentro das arenas. Como também, sempre fui apaixonada pela História da Idade Antiga. É uma coisa de família, amamos isso, ver essas lutas, brigas, cara a cara, espada a espada, bárbaros, etc. E digo que também que é de outras vidas, mas isso é muito pessoal.

O filme tem uma estória que o destaca dos outros filmes de guerra antiga, não é só sangue pra tudo que é lado, ele apresenta a essência e ao mesmo tempo lição de vida que o Maximus (personagem principal, interpretado por Russell Crowe) tem para nos ensinar, que não importa aonde e como estiver na sua vida, seja o melhor no que faz, e mesmo que a vida te faça perder, não desista e se reerga, Deus está sempre do lado daqueles que realmente não prejudicam ninguém, ajudam quem está em volta e seguem em frente, independe dos obstáculos! 

Além disso, vale realmente a pena ver pela ótima atuação, fotografia, produção, direção, etc. Através dele, conheci a dupla de ator e diretor, Russell Crowe e Ridley Scott, os quais adoro demais em muito outros filmes, ainda falarei sobre a cinematografia deles em outros posts.

Claro que quem é cinéfilo de carteirinha, e não digo só cinéfilo de filmes atuais, mas de filmes antigos, vai concordar comigo que a estória lembra uma mistura de Spartacus (1960) e A Queda do Império Romano (1964), ambos filmados por Anthonny Mann, famoso diretor por filmes de guerras antigas na Clássica Hollywood, não é o primeiro e nem o ultimo filme que ganhou Oscar, inspirado em filmes mais antigos, mas como a população de hoje é rara em ver clássicos, muitos acabam achando que o que é lançado hoje, é super novidade….tolinhos rs.

Mas mesmo assim, o filme mereceu os 5 Oscar, realmente é muito bom, pra quem assiste pela primeira ou mais outras vezes não consegue não gostar dele! Claro que se for adepto a esse tipo de filme né.

Para mim ele também foi um marco, um divisor do cinema, como ele é de 2000, os filmes de guerras dos anos 90 eram um pouco “arcaicos”, tipo não possuíram toda a tecnologia que os filmes após 2000 tiveram para serem filmados, como vemos no Tróia, 300, Rei Arthur, Senhor dos Anéis, Cruzada, etc.

Obs: quando falo de Spartacus, nao é a série que é exibida atualmente, é o filme de 1960, com o ator Kirk Douglas, muitos podem ler, e achar que me enganei quanto a isso, sim, atualmente existe uma série com o mesmo nome e no mesmo estilo, mas existe o filme clássico também.

MAXIMUS! MAXIMUS! MAXIMUS! MAXIMUS! MAXIMUS!

George Lucas vendeu Star Wars? NÃOOOOO!!!!!

Não, não estou vindo aqui para fazer uma resenha sobre os filmes…

É para falar sobre outros pontos que andam acontecendo sobre a saga que amo demais!

Bom, quem é fã e já sabe, e também para quem não sabe, George Lucas vendeu a franquia para a Disney…(todos choram)

Não sei como que ele teve a capacidade de fazer isso!

E com isso, a Disney tem a capacidade de anunciar que lançarão mais filmes, o que não me entusiasma nem um pouco e me preocupa muito!

Pô véio! A Disney fazer STAR WARS? to com medo que estrague tudo!

E com essa bomba como noticia, comecei a observar no facebook, o quanto está sendo comercializado e compartilhado produtos da saga.

Tipo assim, ninguém lembrava da saga, tava lá esquecidinha, só quem é nerd e fã pra lembrar e relembrar, aí de repente por essa noticia, o negócio virou popular?

O que mais me irrita em pensar que a Disney vai produzir os filmes, é pensar que vai ter um bando de gerações novas, que nunca ouviram falaram da saga e nem tiveram coragem ou vontade de assistir, começarem a se acharem os “fodões” em dizer que gosta, curte, adora Star Wars!

PQP! Não assistiram a saga várias e várias vezes desde a infância como eu e muitos outros, não tiveram a oportunidade de ver o ultimo filme e querer sair chorando ao ver o destino do Darth Vader, Padmé, Luke e Léia. Isso porque eu gostaria de ter assistido a primeira parte da saga nos cinemas, mas nasci em 89, então só tenho a agradecer a minha mãe por ter me mostrado essa saga desde o começo de minha vida.

Quando assisto, me sinto “nas nuvens”, me sinto como quisesse estar e fizesse parte daquele mundo! Só de ouvir a trilha sonora do Darth Vader, arrepio…(é, prefiro o vilão).

Agora, pra mim, a Disney só vai estragar tudo, e transformar em cada vez mais ignorante essa massa de plástico que anda nascendo.

Sim, eu to muito indignada, e pode me chamar de véia, rabugenta, chata, o que for…nao aguento ver o que a mídia de hoje transforma o original em lixo. 

Vamos rir, porque chorar, não vai resolver a situação né?

A Repercussão Social Hipócrita sobre Bruna Surfistinha

Este filme já deve ter 1 ou 2 anos, então seria super tarde falar em um blog sobre ele, mas essa é uma resenha de um blog que foi extinto.

O que me indignou a ponto de falar especialmente desse filme, foi a hipocrisia de muitas pessoas que ouvi por ai…

Comentei no Filmow: “causaram tanto alvoroço por nada é só mais um filme sobre uma puta…

A questão é que todos assistem e adoram “Uma Linda Mulher” e qual é a diferença?

Romancearam a estória, mas a prática é a mesma.

Bruna Surfistinha | Raquel Pacheco

Uma prostituta que começou a vida porque quis…”  Todos se espantam!

Quantas do mesmo tipo existiram e existem por aí?!?!?! E a sociedade sabe! E nao me refiro somente às prostitutas de profissão.

Não li o livro dela ainda, espero ter a oportunidade pra entender o que se passa na cabeça dela, como mostrou no filme.

Acredito que ela descontou certas frustações dessa maneira como há pessoas que descontam na bebida, drogas, etc.

E claro, que nao sou cega de ver que ela fez porque gosta…mas como toda escorpiana decidida, também saiu dessa porque quis.

Pra completar, ela foi participar daquele programa A FAZENDA da Rede Record, o qual nao assisto então não posso dar a minha verdadeira opinião, mas de amigos que assistiram e me disseram que ela nao faz nada…

Aí é que tá! Só porque a mulher foi prostituta, todos esperavam que ela ia dar showzinho de sexo para todos assistirem???

Uma coisa afirmo:

Não pago as contas dela, não tenho nada que ver com a vida dessa mulher, cada um sabe o que faz, o que ganha e o que perde com suas escolhas.

Deborah Secco

Outra questão que foi de repercussão polêmica, a atriz escolhida para o filme!

Porque ela é uma safada mesmo, por isso escolheram ela!

Foi só isso que escutei dela…

Como as pessoas confudem o trabalho da atriz com o personagem, tsc tsc.

Se lessem realmente as entrevistas inteligentes de Deborah Secco, saberiam que ela uma pessoa totalmente diferente do que é vista.

Mas nao achei que ela foi a escolha certa para o filme, não sei…acho que Juliana Paes com um cabelo loiro seria uma escolha melhor…e aposto que vocês não acham Julia Roberts, uma prostituta, certo?

Mania do povo de endeusar artistas, são seres humanos como todos nós, e não temos nada que ver com a vida deles.

Hipocrisia, só porque escutei comentários do tipo:

É só isso que o Brasil mostra, prostituição! Como se nosso país só servisse pra sexo e blá blá blá

Para tudo!

1º – A prostituição é a profissão mais antiga do mundo! (fonte: Super Interessante)

2º – Toda a sociedade sabe que ela existe e vive dela, a diferença é que as pessoas procuram tapar os olhos sobre sua existência.

3º – Brasil só mostra fama ruim porcausa de um filme?

Então me explica, o que é o Carnaval?

O que são as mulheres dos desfiles das escolas de samba?

O que é a prostituição permitida no Rio e outros locais só pra atrair investimentos através dos estrangeiros que vem pra cá???

4º – Na minha ex-cidade como em outras, vejo tanta gente se vendendo de outras maneiras pior do que a da prostituta profissional e cometendo outros tipos de coisas piores, e as pessoas querem negar de assistir de um filme sobre prostituta?

Também vejo o lado moral da questão, a MULHER é um ser RESPONSÁVEL pela formação da vida ou seja DE SER MÃE…sim, não devemos admirar e concordar com esse tipo de profissão, atitude…AFINAL, NÃO É CERTO.

Como ela vai ser mãe? Que tipo de exemplo vai dar? etc.

Mas…isso já salvou muitas mães de perder os pais de seus filhos e é essa a realidade desde que o mundo é mundo e quem é responsável de isso continuar ou de isso acabar somos NÓS, só que até cada um fizer sua parte…aiai…difícil hein.

É traição? depende…mas não seria bom aprofundar sobre isso.

Bom, poderia falar pra assistirem o filme se ele fosse novidade, mas sei que muitos já assistiram, quem não assistiu ainda, então assista, como também qualquer outro, só fale depois que viu ou experimentou.

E se for pensar, ler e assistir Bruna Surfistinha tá bem melhor do que ler e assistir 50 Tons de Cinza.

Videoclipe “Un-thinkable (I’m Ready)” – Alicia Keys

Sempre fui apaixonada pela raça negra, não sei como explicar isso outras vidas, e admiro demais a voz negra!

Os grandes ícones da música, na maioria, para mim, são os negros, e indo pro lado R&B e pop internacional atualmente, encontramos Beyoncé e Alicia Keys.

Sempre escutei mais Beyoncé pelo seus clipes, shows e músicas alegres,  já a Alicia, não procura ter, mostrar e chamar a atenção do público como a Queen B. Diria que ela é mais quietinha, porém, excelente!

Então por isso, me passou despercebido o clipe dessa música Un-thinkable, até porque a música em si não me atraiu muito, e pelo jeito nem foi muito ouvida de acordo com Top 100 Billboard 2010, mas o que me atraiu, foi o contexto do clipe:

Nunca pensei que ia ver uma cantora negra fazer um clipe com esse tema: o racismo.

Claro que vemos muitos rappers falar e cantar sobre isso ou não, mas a questão é que Alicia Keys fez junto com um assunto que nós mulheres sempre estamos automaticamente ligadas: o amor.

obs: o par romântico do clipe é muito gatinho! E não preciso dizer que Alicia é LINDAAA né?

O clipe foi realizado de uma forma sutil com linha histórica, não como a maioria que mostra a agressividade, violência que infelizmente acontece no cotidiano. Não tenho idéia se esse clipe causou polêmica, parece que passou despercebido mesmo, não é um Madonna adoro, até porque o da Rainha do Pop segue outra linha além do tema principal, mas tá valendo!

Por tudo isso, desejo que esse ano de 2013 comece e continue com muita igualdade, liberdade e amor entre todos, está difícil, mas a fé é um dos maiores poderes que o ser humano tem.