Novela “O Outro Lado do Paraíso”

Se não fosse por uma amiga minha, eu teria perdido essa grande novela “O Outro Lado do Paraíso”, que óbvio, ao ela me contar a estória, eu vi que é baseada no clássico “O Conde de Monte Cristo” de Alexandre Dumas, eu sei que existe a série americana Revenge também foi baseada no mesmo livro, mas acreditem, a nossa novela brasileira foi MIL VEZES melhor que a série, ambientaram muito bem de acordo com o nosso contexto brasileiro sem ficar parecendo seriezinha de patricinha fútil e vingativa.

A sincronia do título da novela é perfeita com o decorrer da estória e a música de abertura dá o recado perfeito 🎶 Tudo o que você faz, um dia volta para você 🎵

Sobre o final, eu queria Clael, não Clarick, mas fazer o que a Globo optou por isso.

Mas o casal mais foda é a Dona Mercedes (Fernanda Montenegro) e Seu Josafá (Lima Duarte), aliás, se eu fosse atriz em essa novela, teria tido o maior orgulho de atuar com esses grandes atores, incluo a Laura Cardoso também! Pensa, 3 atores na faixa etária de 90 anos e firme forte nas atuações!

E quem não gostaria de ter uma Dona Mercedes por perto né?

Fazia tempo que não assistia novela, até pq pra mim, a Globo é clichê ou só faz coisa para escandalizar sem conteúdo, mas essa foi boa, essa eu gostei!

Ainda mais por tratar de assuntos sociais de extrema importância, como o racismo e a pedofilia.

Por mais novelas assim!

Video-clip “This Is America” – Childish Gambino

Na última semana, este video-clip do cantor Childish Gambino está bombando pela boa crítica sobre uma triste realidade.

E eu estou apaixonada por ele! Mas calma, nem um pouco é pela triste realidade que ele passa….

Foi incrível a maneira que ele construiu tudo tanto com referências recentes como referências antigas.

E o óbvio, todos só prestam atenção na parte bonita, na dança e ignoram todas as tragédias que acontecem por trás.

Não precisou nem ser um filme ou uma série para falar sobre Racismo, foi apenas um video-clip, apenas uma música, algo tão curto, com muitas cenas em poucos minutos, perfeitamente sincronizado, para chocar e para refletir quem ainda olha para o próprio umbigo.

Merece todos os prêmios de melhor video-clip do ano!

As referências, você pode entender mais aqui.

Por mais ações de conscientização humana para quem ainda não abriu os olhos para essas coisas tão desumanas que ainda acontecem no mundo.

Eu não consigo entender, EU JURO que não consigo entender como que a cor de pele é capaz de ser uma questão de ódio ainda existente.

Como já falei várias vezes aqui no blog, eu sou branca, mas sou uma grande admiradora da pele negra e toda sua cultura, e observo que os valores cultuados são totalmente invertidos desde sempre.

O branco é fraco, fica doente fácil, o negro é forte, é resistente, porque diachos é o negro que tem que ser rejeitado?

Espero que um dia, mesmo que seja em outras vidas, essa discriminação seja motivo de riso de quem é ou era adepto a isso.

Raça, só existe uma, a HUMANA, então tratem de serem HUMANOS!

A Repercussão Social Hipócrita sobre Bruna Surfistinha

Este filme já deve ter 1 ou 2 anos, então seria super tarde falar em um blog sobre ele, mas essa é uma resenha de um blog que foi extinto.

O que me indignou a ponto de falar especialmente desse filme, foi a hipocrisia de muitas pessoas que ouvi por ai…

Comentei no Filmow: “causaram tanto alvoroço por nada é só mais um filme sobre uma puta…

A questão é que todos assistem e adoram “Uma Linda Mulher” e qual é a diferença?

Romancearam a estória, mas a prática é a mesma.

Bruna Surfistinha | Raquel Pacheco

Uma prostituta que começou a vida porque quis…”  Todos se espantam!

Quantas do mesmo tipo existiram e existem por aí?!?!?! E a sociedade sabe! E nao me refiro somente às prostitutas de profissão.

Não li o livro dela ainda, espero ter a oportunidade pra entender o que se passa na cabeça dela, como mostrou no filme.

Acredito que ela descontou certas frustações dessa maneira como há pessoas que descontam na bebida, drogas, etc.

E claro, que nao sou cega de ver que ela fez porque gosta…mas como toda escorpiana decidida, também saiu dessa porque quis.

Pra completar, ela foi participar daquele programa A FAZENDA da Rede Record, o qual nao assisto então não posso dar a minha verdadeira opinião, mas de amigos que assistiram e me disseram que ela nao faz nada…

Aí é que tá! Só porque a mulher foi prostituta, todos esperavam que ela ia dar showzinho de sexo para todos assistirem???

Uma coisa afirmo:

Não pago as contas dela, não tenho nada que ver com a vida dessa mulher, cada um sabe o que faz, o que ganha e o que perde com suas escolhas.

Deborah Secco

Outra questão que foi de repercussão polêmica, a atriz escolhida para o filme!

Porque ela é uma safada mesmo, por isso escolheram ela!

Foi só isso que escutei dela…

Como as pessoas confudem o trabalho da atriz com o personagem, tsc tsc.

Se lessem realmente as entrevistas inteligentes de Deborah Secco, saberiam que ela uma pessoa totalmente diferente do que é vista.

Mas nao achei que ela foi a escolha certa para o filme, não sei…acho que Juliana Paes com um cabelo loiro seria uma escolha melhor…e aposto que vocês não acham Julia Roberts, uma prostituta, certo?

Mania do povo de endeusar artistas, são seres humanos como todos nós, e não temos nada que ver com a vida deles.

Hipocrisia, só porque escutei comentários do tipo:

É só isso que o Brasil mostra, prostituição! Como se nosso país só servisse pra sexo e blá blá blá

Para tudo!

1º – A prostituição é a profissão mais antiga do mundo! (fonte: Super Interessante)

2º – Toda a sociedade sabe que ela existe e vive dela, a diferença é que as pessoas procuram tapar os olhos sobre sua existência.

3º – Brasil só mostra fama ruim porcausa de um filme?

Então me explica, o que é o Carnaval?

O que são as mulheres dos desfiles das escolas de samba?

O que é a prostituição permitida no Rio e outros locais só pra atrair investimentos através dos estrangeiros que vem pra cá???

4º – Na minha ex-cidade como em outras, vejo tanta gente se vendendo de outras maneiras pior do que a da prostituta profissional e cometendo outros tipos de coisas piores, e as pessoas querem negar de assistir de um filme sobre prostituta?

Também vejo o lado moral da questão, a MULHER é um ser RESPONSÁVEL pela formação da vida ou seja DE SER MÃE…sim, não devemos admirar e concordar com esse tipo de profissão, atitude…AFINAL, NÃO É CERTO.

Como ela vai ser mãe? Que tipo de exemplo vai dar? etc.

Mas…isso já salvou muitas mães de perder os pais de seus filhos e é essa a realidade desde que o mundo é mundo e quem é responsável de isso continuar ou de isso acabar somos NÓS, só que até cada um fizer sua parte…aiai…difícil hein.

É traição? depende…mas não seria bom aprofundar sobre isso.

Bom, poderia falar pra assistirem o filme se ele fosse novidade, mas sei que muitos já assistiram, quem não assistiu ainda, então assista, como também qualquer outro, só fale depois que viu ou experimentou.

E se for pensar, ler e assistir Bruna Surfistinha tá bem melhor do que ler e assistir 50 Tons de Cinza.

Videoclipe “Un-thinkable (I’m Ready)” – Alicia Keys

Sempre fui apaixonada pela raça negra, não sei como explicar isso outras vidas, e admiro demais a voz negra!

Os grandes ícones da música, na maioria, para mim, são os negros, e indo pro lado R&B e pop internacional atualmente, encontramos Beyoncé e Alicia Keys.

Sempre escutei mais Beyoncé pelo seus clipes, shows e músicas alegres,  já a Alicia, não procura ter, mostrar e chamar a atenção do público como a Queen B. Diria que ela é mais quietinha, porém, excelente!

Então por isso, me passou despercebido o clipe dessa música Un-thinkable, até porque a música em si não me atraiu muito, e pelo jeito nem foi muito ouvida de acordo com Top 100 Billboard 2010, mas o que me atraiu, foi o contexto do clipe:

Nunca pensei que ia ver uma cantora negra fazer um clipe com esse tema: o racismo.

Claro que vemos muitos rappers falar e cantar sobre isso ou não, mas a questão é que Alicia Keys fez junto com um assunto que nós mulheres sempre estamos automaticamente ligadas: o amor.

obs: o par romântico do clipe é muito gatinho! E não preciso dizer que Alicia é LINDAAA né?

O clipe foi realizado de uma forma sutil com linha histórica, não como a maioria que mostra a agressividade, violência que infelizmente acontece no cotidiano. Não tenho idéia se esse clipe causou polêmica, parece que passou despercebido mesmo, não é um Madonna adoro, até porque o da Rainha do Pop segue outra linha além do tema principal, mas tá valendo!

Por tudo isso, desejo que esse ano de 2013 comece e continue com muita igualdade, liberdade e amor entre todos, está difícil, mas a fé é um dos maiores poderes que o ser humano tem.

Categorias: Crítica

Isso é Educação?

Quino, o cartunista argentino autor da famosa Mafalda, desiludido com o rumo deste século no que diz respeito a valores e educação, deixou impresso no cartum o seu sentimento:

A genialidade do artista faz uma das melhores críticas sobre a criação de filhos (e educação) nos tempos atuais.